Couchsurfing: como se hospedar de graça em suas viagens

9 de dezembro de 2016

Hospedagem grátis? É isso mesmo, Brasil? Siiiim!!! Hoje vim falar sobre o Couchsurfing. Alguém já ouviu falar?


1. O que é?

O Couchsurfing é uma plataforma online em que você faz um cadastro e busca pessoas que estão dispostas a ceder um "couch", ou seja, um sofá, uma cama, um espacinho de sua casa para você, de graça. O que o host ganha com isso? A experiência de receber pessoas do mundo inteiro e compartilhar informações e a cultura local com os outros. Legal né?



2. Como participar?

Você acessa o site ou app deles e completa um cadastro. O ideal é preencher a maior quantidade possível de informações possíveis sobre você, tanto para gerar confiança da outra parte quanto identificar como você realmente é. São perguntas como: idiomas que você fala e está aprendendo, profissão, escolaridade, quais são seus interesses (hobbies, livros, tipo de música), quais lugares você já visitou, porque você está no CS (vou abreviar daqui pra frente, ok?), se você está no site para hospedar, procurar hospedagem, conhecer pessoas, etc. Você pode adicionar fotos da sua casa e fotos de suas viagens também, tudo para as pessoas te conhecerem um pouco melhor :)

Meu perfil do CS :)


3. Como funciona?

Depois do cadastro feito você pode publicar a viagem que está planejando, ou seja, dar algumas informações sobre o que você precisa. Por exemplo: qual cidade você está indo, por quantos dias planeja ficar na cidade, quantos dias de hospedagem você precisa, horários de chegada e partida, quantas pessoas estão com você, etc. O ideal é escrever em inglês (a maioria fala em inglês) ou no idioma do país que você está planejando ir, para ficar mais fácil a comunicação.

A partir daí você tem duas opções: esperar que as pessoas leiam sua viagem publicada e te mandarem mensagem oferecendo hospedagem OU buscar pelo site pessoas que estão dispostas a hospedar pessoas e mandar mensagens para elas pedindo que te abriguem por uns dias. É legal ler o perfil da pessoa e escrever alguma mensagem personalizada, de acordo com o que tem no perfil dela, afinal, é chato quando você percebe que estão te mandando apenas um copy+paste, né?



Ah, pelo perfil da pessoa que se candidata como host você tem informações (caso ela preencha) de quantas pessoas no máximo ela consegue hospedar, qual gênero ela prefere hospedar, se aceitam animais, fumantes, crianças. Além disso, a pessoa pode descrever o cômodo que está disponibilizando: se é uma cama, um sofá, se é apenas o chão (tem isso também!) para dormirem com saco de dormir, se é quarto individual, se é na sala, etc.

No final da experiência você troca recomendações, que é muito importante no site. A pessoa não pode apagar ou editar o que você escreve, porém pode deixar uma resposta pública para quem escreveu. A recomendação é muito importante meeeesmo, porque é assim que você tem referências da pessoa. Fica difícil escolher pessoas que você nunca viu na vida, em um país que talvez você nunca foi, principalmente para mulheres que viajam sozinhas, né? Vamos evitar perrengue, certo?!



4. É uma plataforma apenas para hospedagem?

Não, o site também tem outros propósitos. Na verdade acho que a ideia principal é  promover interação entre locais e turistas e/ou pessoas que gostam de viajar no geral.

Aqui em São Paulo pelo menos há encontros semanais para treinar inglês e um happy hour, ambos eventos abertos, para todos que quiserem participar, tanto para locais quanto pessoas passando pela cidade. Nunca participei mas tenho bastante vontade! Além disso você pode publicar viagens, excursões, pedidos de ajudas e dicas, etc. É um site bem legal mesmo!! Dá para conhecer muita gente, descobrir culturas e fazer uma imersão bem mais legal do que ficando em um hotel, sem ter contato direito com pessoas que realmente conhecem a cidade/lugar que você está visitando. Além de dicas personalizadas, de acordo com o que você quer fazer e etc.



5. Minha experiência com CS.

Tive apenas duas experiências com o CS e ambas muito legais. A primeira foi fazer a Trilha da Pedra do Baú, que já contei pra vocês aqui. Estava dando uma olhada nos eventos do site e vi um cara agitando a ida para a Pedra do Baú, manifestei interesse, começamos a conversar e no fim fechamos 3 carros, de pessoas que nunca tinham se visto na vida, para ir até lá! Foi bem legal e chegamos até a criar um grupo no Whats de trilhas do CS :)

Minha segunda experiência foi na minha última viagem: fui pra Argentina e Uruguai. Publiquei minhas viagens e pedi hospedagem apenas para Montevidéu, que ainda não havia fechado hostel. Não sei se é porque sou mulher mas recebi muuuuita mensagem de gente querendo me hospedar. Até em lugares que eu não precisava de host! 

Foi bem legal, muita gente me dando dicas do que fazer, lugares para comer, quais pontos imperdíveis de cada lugar. Meu amigo viajou pela Europa inteira utilizando o CS, foi bem tranquilo, mas ele disse que precisou ficar mandando mensagem pras pessoas pedindo um couch, no meu caso eu não precisei mandar mensagem para ninguém, me ofereceram apenas por ter publicado a viagem. Fiquei bastante surpresa, foram cerca de 30 mensagens (todas de homens, NENHUMA mulher me ofereceu couch!).

Um pedaço de uma mensagem legal que me mandaram :)

Encontrei um host e combinei com ele certinho que dia e horário que chegaria. Deu tuuudo certo, ele me deixou super à vontade pra usar a cozinha, máquina de lavar roupas, me contou sua história, falou sobre a região e pontos turísticos, até deixou as chaves da casa com a gente, foi bem interessante! Deu para perder o medo e com certeza utilizaria mais vezes! É uma troca de culturas incrível e uma experiência muito mais intensa, por estar com um local.

Ah, vale ressaltar que cada host é diferente do outro, alguns farão questão de te levar para passear, dar dicas, te dar carona, etc. Alguns apenas te dão lugar para ficar e não interagem muito. Por isso é importante ter um perfil completo e referências, para você ter uma ideia melhor da pessoa! De qualquer forma vale a experiência! :)


E aí, o que acharam? Teriam coragem de se hospedar com desconhecidos?

Beijo, Fer! 


Posts similares

comentários

  1. Fiz couchsurfing na calif, e a experiencia foi otima!
    da um medinho no começo mas depois que tudo da certo, voce só quer fazer mais e mais hahahaha

    ResponderExcluir
  2. Puxa, que legal! É mais ou menos a ideia de como vim pra Finlândia pelo workaway menos a parte do serviço voluntário e das comunidades dentro do site. Vou até dar uma olhada no site pras proximas aventuras com o marido! :3
    A Bela, não a Fera | Youtube A Bela, não a Fera | Fã Page no Facebook

    ResponderExcluir
  3. Pessoal, acho tão legal a ideia do couchsurfing, já vi tantos relatos bons, mas morro de medo rsrs Na verdade, estou com um pouco de medo de viajar com uma agência aparentemente muito confiável só porque ela tem um ano no mercado, então imagina minha ansiedade pra fazer couchsurfing haha. Mas valeu o post, tudo muito bem esclarecido!

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  4. Fiz couch com uma menina em Ribeirão Preto (SP), fiquei 3 dias na casa dela, pois eu ia participar de uma exposição de artes lá, foi incrível <3 <3 muito bom trocar experiências com pessoas novas e conhecer outros lugares.

    bruna-morgan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nossa!!! Não sabia que isso existia. Mas adorei saber. Nossa!!! Muito interessante. Adorei saber.

    http://renatacaline.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu já conhecia e acho essa ideia fantástica
    bjs

    ResponderExcluir
  7. Caramba, adorei a ideia, mas confesso que teria muuuuito medo!

    Beijão, mariasabetudo

    ResponderExcluir
  8. Que ótimo guia pra quem quer começar a usar o CS!
    Eu amooooo demais o CS, já usei e super recomendo também. É uma ótima forma de interação entre viajantes, conhecer locais, fazer novos amigos.. e além de tudo também economizar no orçamento da viagem! Amor demais :)

    ResponderExcluir
  9. Que legal esse programa, ja tinha ouvido falar de coisas assim na Europa, mas nao no Brazil. Otima dica! Gostei de saber! Bjs

    www.deboradahl.com

    ResponderExcluir
  10. Eu já tinha ouvido falar, mas confesso que dá um medinho dessas coisas hahahahah. Tenho um amigo que usa um app parecido onde é para combinar caronas, no caso, aqui no Brasil mesmo. Acho bem legal essa ideia.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Isso é muito interessante. Não conhecia ainda, mas além de economizar, também é uma forma de trocar experiências :)
    Beijos
    BlogCarolNM
    FanPage

    ResponderExcluir
  12. Adorei seu post Fer, achei super completo! Eu já conhecia o site, mas nunca usei (acho que nem cheguei a me cadastrar). Pra ser sincera eu ainda morro de vergonha de conhecer pessoas novas (sou MUITO tímida) e também fico com medo de dar alguma coisa errada e eu morrer haha. Sou muito trágica!

    Mas vou dar mais uma olhada, talvez eu participe de algum evento próximo da minha cidade que é mais tranquilo!

    ResponderExcluir
  13. Me parece seguro, mas eu só toparia se eu estivesse viajando com mais uma pessoa. E iria querer ficar na casa de gente que interage.
    Charme-se

    ResponderExcluir
  14. Meu melhor amigo viajava bastante assim, teve experiências boas e outras nem tanto, mas sempre voltou com muita coisa bacana pra contar! Eu sou meio medrosa, viajo sozinha e tenho medo mesmo de anfitrião homem (e se for um homem com perfil de mulher? cultura de estupro grita aqui no ombrinho), mas acho que toparia se viajasse com mais gente. Gosto do Air bnb porque dá pra escolher o apartamento inteiro, os anfitriões são bem prestativos e nunca tive problemas. É bem mais barato, mas ainda é pago. O que gosto dessas opções alternativas é a interação com os locais, me sinto mais parte da cidade que estou conhecendo assim.

    ResponderExcluir