Dica de documentário #3: Living on One Dollar

30 de janeiro de 2017

Já se imaginou vivendo com apenas 1 dólar por dia? Sem basicamente poder comprar um cafézinho na padaria? Pois bem, essa é a realidade de mais de 1 bilhão de pessoas no mundo e é isso que o documentário Living on One Dollar (Vivendo com um dólar) tenta retratar (foco no tenta, explico depois).


Quatro jovens estudantes (Zach, Chris, Sean e Ryan), tentam viver nessas condições para alertar ao mundo das condições de vida dessa enorme parcela da população. Eles embarcam em uma viagem para Pena Blanca, na Guatemala, com o desafio de passar 56 dias com 56 dólares. Com esse dinheiro eles teriam que comprar mantimentos, lenha, uma tenda para morar e um micro-crédito para agricultura. 

Para simular a incerteza de ter ou não ter dinheiro suficiente para o dia (a maioria dos trabalhadores da região recebem por diária na lavoura, porém, nem todo dia é garantido de trabalho), eles faziam um sorteio do valor que disporiam para aquele dia, variando de 0 a 9 dólares. A partir disso, faziam as compras e planejamentos, sem saber quanto a mais teriam nos próximos dias.


Ao longo do documentário, vamos sendo apresentados a pessoas com os mais diversos sonhos e percebendo a importância da vida em comunidade. A empatia e generosidade acaba sendo a arma mais poderosa que eles dispõem, principalmente em meio às dificuldades.

E como eu tinha dito anteriormente, o documentário apesar de tentar representar a realidade nua e crua, acaba falhando em um momento de emergência, em que os jovens acabaram dispondo de uma quantia maior a que teriam 'direito'. Infelizmente, em situações como essa na realidade de milhões de pessoas, não seria assim tão simples :(  

Apesar de todas as limitações, o documentário é excelente para fazer com que a gente reflita no mundo fora da nossa bolha/zona de conforto. Percebemos que reclamamos muito por muito pouco e a também a necessidade de não sermos inertes ao que acontece no mundo.

Para quem quiser conhecer melhor o projeto e até mesmo contribuir com a causa, basta acessar o site: http://livingonone.org/ <3 E quem puder colaborar de perto, melhor ainda. Procurar uma instituição para ajudarmos não apenas financeiramente, mas também com a nossa presença.

Grandes mudanças começam com pequenas ações! 



Posts similares

comentários

  1. Muito interessante. Melhor ainda a observação de que empatia e solidariedade são a saída. Eu já me peguei observando que mesmo com dinheiro, quando não se conta com empatia, solidariedade, generosidade, a vida já é difícil. Por mais que tente me colocar no lugar dessa parcela tão significativa da sociedade, a verdade é que nunca saberemos como é realmente estar lá, sem ser por escolha. Como você disse, o documentário tenta, mas no fim é uma escolha, o que é bem diferente da realidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Gabi! Há um abismo enorme entre escolher passar por essa situação e ela ser sua única opção... triste. Muito trite :(

      Excluir
  2. Que legal o Documentário, eu confesso que não faz meu meu estilo, não sei porque me dá certa agonia e não consigo prestar atenção rs. Mas achei bem bacana a essência desse.
    Um beijo e sucesso.

    www.esteticando-se.com

    ResponderExcluir
  3. Já tinha ouvido falar desses caras. Achei que era um canal do youtube rs. Nossa eu nem imagino viver com 1 dolar por dia...

    ResponderExcluir
  4. Estou com esse documentário pra assistir na minha lista! Já me recomendaram duas vezes ele e esse é um tipo de assunto que sempre me interessa. Sempre aprendo e reavalio minha vida com documentários como esse.

    http://belsantanna.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Lorraine, tudo bem?
    Esse documentário parece ser incrível, além de nos fazer refletir sobre uma série de coisas, principalmente sobre o que de fato é importante. Anotado, espero poder assistir em breve.
    Abraços,
    Amanda Almeida
    http://blog.amanda-almeida.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Nossa, fiquei super curiosa com o documentário, tem na Netflix! Vou ver com certeza!
    Eu acho bacana abrir os olhos pra parcela enorme da população do mundo onde as pessoas vivem com um dólar por dia ou menos, mas realmente é meio "fácil" pra quem faz disso um desafio e não uma realidade né... Acho que a reflexão tem que partir daí mesmo, tipo "a gente tá nessa por 56 dias, mas muita gente vive a vida inteira"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! Por mais bem intencionado que seja, ainda é uma escolha né?

      Excluir
  7. mt interessante conhecer esse documentário, esse é o tipo de coisa que é msm um tapa na nossa cara que reclama de barriga cheia

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  8. Estava fazendo um exercício rotineiro ao pegar o onibus aqui na Finlândia, e que custa 3 euros, quando minha amiga da China falou que o valor pra 3 euros, na China, ela conseguiria pagar um taxi! E que o onibus lá custa tipo 30 cents de euro.
    Se eu comecei a repensar a vida?! Sim ou claro?!
    Sorteio Coleção percy Jackson e os Olimpianos | A Bela, não a Fera Youtube | Converse comigo no Twitter!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita!!! Que caro o bus aí :O mais caro que em SP que já não acho nada barato hahaha e sim, essas diferenças do real valor das coisas muda muito quando mudamos a nossa perspectiva. O barato pra um, pode ser muuito caro para outro :(

      Excluir
  9. Eu já tinha ouvido falar sobre essa situação de muitas pessoas, e acho que o documentário deve ser muito interessante apesar de não acurado (visto que eles usam dinheiro a mais). Eu pessoalmente gasto mais de 50 reais diários, e isso é uma diferença imensa, quando a gente faz os calculo é realmente muito pouco que essas pessoas tem e muitas vezes elas precisam passar fome e abrir mão de necessidades básicas... Muito interessante que você tenha feito esse chamado de ação, eu estou bastante interessada em ajudar as pessoas da minha região que passam pela mesma situação e adoraria encontrar mais informações e/ou sugestões sobre como fazer isso.
    Desejo um ótimo resto de semana para você. Beijo e até mais :*
    http://www.thesecretshoot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale sempre procurar por ONGs ou mesmo instituições mais conhecidas (APAE, hospital do Cancer de Barretos, AACD, etc) que aceitam doações o ano todo! :D

      Excluir
  10. Oi Lorraine!
    Ando muito interessada em documentários ultimamente, nas últimas semanas assisti um sobre o relato de uma mulher na segunda guerra mundial e um sobre aquecimento global. É incrível o quanto assuntos importante nos passam despercebidos no dia a dia.
    Esse que você compartilhou ainda não conhecia, mas com certeza vou colocar na minha lista para assistir.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Maravilhosa a dica. já está na minha listinha para assistir

    xx,

    Mani Piñeiro
    Instagram
    Snap: @manipineiro

    ResponderExcluir
  12. Caramba Lorraine, deve ser bem impactante esse documentário. Só de ler e tentar me imaginar vivendo com apenas 1 dólar por dia e saber que tanta gente vive assim, já bate uma dor no coração e um arrependimento pelas reclamações que fazemos no dia-a-dia, tão pequenas diante de tanta dificuldade que essas pessoas enfrentam! =/
    Quero assistir com certeza!
    Beijinhos!
    www.vaidosaefeminina.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a gente vê o tanto que alguns dos nossos problemas se tornam pequenos :(

      Excluir
  13. Que legal, a ideia de passar esta realidade é muito boa. Acredito que se todo mundo fosse mais caridoso o mundo seria muito melhor.
    Charme-se

    ResponderExcluir