Roteiro Peru: Huaraz e o meu lugar favorito da viagem

4 de dezembro de 2017

Huaraz é uma cidade ao norte de Lima, com mais de 120 mil habitantes e a 3 mil metros de altitude. Em 1970 ela teve o maior terremoto da história do Peru, tanto em magnitude quanto em mortes: 97% da cidade foi destruída e cerca de 50% de sua população morreu. Pesado, né? Mas hoje ela está cada vez ficando mais famosa devido a Cordilheira Branca que chama atenção dos turistas, saiu até no Globo Repórter recentemente haha. Os passeios não são na cidade e sim no Parque Nacional Huascarán, e Huaraz é a porta de entrada para esse parque que possui uma infinidade de lagunas e trilhas pra fazer.

Como chegar?

De Lima, são mais ou menos 9 horas de viagem, com uma paisagem incrível! Fui de ônibus, pela Movil Tours e paguei 40 soles (comprei soles no Brasil por R$1,17), no setor baratex do ônibus. Me arrependi? Um pouco, pelo tempo de viagem compensa pagar um pouco mais por mais conforto. A cidade não possui uma rodoviária, cada empresa possui seu próprio terminal, o que é bem comum no Peru.

Onde se hospedar?

Fiquei no hostel Casa de Ana, em um quarto para 4 pessoas (estávamos em 3) e foi R$25/dia com café da manhã. O hostel é bem simples, parece uma casa normal, é bem limpo e organizado. É bem tranquilo, sem clima de festa ou decoração descolada. Os banheiros são separados masculino e feminino, há lockers fora do quarto e as camas são confortáveis. Os donos do hostel, Ana e seu marido, foram os melhores hosts da vida, juro. Eles eram muuuuito fofos, prestativos, preocupados. Um dia estávamos tão cansados e com preguiça de sair para jantar que eles foram em um restaurante buscar comida para nós (e que comida!!!), uma graça!


O café da manhã é delicioso, sempre tem um ovo mexido, pães peruanos, vários tipos de chá, inclusive de coca, manteiga, geleia e uma fruta. A Ana todo dia à noite pergunta que horas pretendemos acordar, pra ela deixar o café da manhã pronto exatamente quando acordarmos, uma linda <3  o hostel não fica tão perto da Plaza de Armas mas os táxis lá são bem baratos, o trecho saia por 3 soles. Me hospedaria novamente? Com certeza! Melhor atendimento da vida!

Onde comer?

Não lembro de nenhum restaurante específico mas tudo, absolutamente tudo que comi na cidade estava MUITO bom e barato. Comemos perto do hostel e também na região da Plaza de Armas, onde há vários restaurantes com menu turístico. Não gastei mais de 20 soles em nenhuma refeição e aliás, jantei por 4 soles, uma arepa (maravilhosa) e uma coca.

O que fazer?

Uma dica? O ideal é que você tenha um dia de descanso para aclimatar, Huaraz é uma cidade alta e os tours chegam a mais de 5 mil metros de altitude. Ideal é planejar o roteiro dos passeios de acordo com a altitude/esforço físico de cada lugar. Contratei todos os passeios pela mesma agência, a Golden Tours, fica na Plaza de Armas e todos sabem onde é. O guia foi o Máximo e ele era MUITO bom, o melhor guia da viagem, pena que os dois últimos tours não fizemos com ele :/ Sempre preocupado, contou toda a história de Huaraz e região, tinha muito conhecimento para nos passar.


Dia 1) Laguna Parón

Posso falar assim sem suspense? Foi meu lugar favorito da viagem, por favor, vá para esse lugar <3  a laguna está a 4155m de altitude, apesar de alto, é um passeio que relativamente exige pouco esforço físico, você não precisa fazer uma caminhada longa e nem uma trilha de horas. Então é bom para ser um dos primeiros passeios na cidade.


 A van nos pegou no hostel às 8h mais ou menos, foram algumas horinhas de viagem com uma vista incrível. Como foi a primeira cidade que visitei, fiquei bastante impressionada com a quantidade de montanhas, picos nevados e barrancos pelo caminho. É um pouco cansativo por não ter paradas e pela estradinha cheia de curvas. Na verdade fizemos uma mini parada em um mercado municipal para comprarmos água e lanchinhos, e é muito importante levar bastante coisinhas energéticas para comer e beber muita água.


Chegando na Laguna quase morri de frio, era um vento que congelava a mão. Ficamos na base de uma das montanhas por um tempo para tirarmos foto e logo começamos uma mini trilha até um mirante. O começo é sofrido, ainda mais por eu não ter tido tempo de aclimatação (o ideal são 48h para aclimatar). Andei por 5 minutos e minha cabeça e ouvido latejavam, era sinistro e eu não conseguia respirar. Estava exausta e tinha andado uns 100m haha é assim por uns 30 minutos, até você chegar na parte das pedras. Não há um caminho e sim apenas muitas pedras e você vai passando e subindo por elas até chegar ao mirante. Teve gente que não foi até o final por medo, é bem alto, tem barranco e você realmente vai subindo e descendo as pedras e procurando um caminho para fazer. Essa parte não é muito cansativa, mas precisa tomar cuidado porque, afinal, são pedras, podem estar soltas, escorregar, ter bichos, etc.

É um misto de frio e calor, e o vento é bem gelado. Várias pausas para tirar fotos e enfim o mirante, MARAVILHOSO. A laguna é linda, enorme, com uma cor azul de doer o olho, mais bonita que nas fotos do instagram (btw, me segue lá @fsyon).  Ao redor, várias montanhas e vários picos nevados, inclusive a Montanha da Paramount, sim, aquela dos filmes! Foi lindo, o lugar é realmente incrível.


Ficamos lá por um tempo e depois descemos para ir até a lagoa, podíamos fazer caiaque (não lembro o preço, sorry :/ e não deu nem tempo de fazer). Quem tiver medo de subir ou quiser evitar a fadiga, pode não subir até o mirante e ficar lá embaixo mesmo, a vista continua sendo linda. A volta é tranquila mas passei mal por conta da altitude :( são mais algumas horinhas de viagem que dá para descansar bastante. Quando cheguei na cidade novamente fomos procurar algum lugar para jantar ali na Plaza de Armas mesmo, acabei comendo um Lomito, que é um sanduíche típico do país e um suco de laranja. Uma passadinha ao mercado para comprar comidinhas para o próximo dia e hostel!


Gastos do dia em soles:

Comidinhas (água, salgadinho, banana)3
Entrada parque5
Jantar (lomito + suco)16
Mercado (chocolate, água, bala de coca)9
Sanduíche5
Táxi até o hostel (valor do táxi dividido por 3)1
Passeio55
Total94

E aí, animou para montar esse roteiro? Aqui nesse post, eu dei as dicas de como montar um Roteiro Completão para o Peru ;)


Posts similares

comentários

  1. Que delícia de passeio Fer, adoro suas postagens super completas de viagem!

    Fiquei babando com esse café da manhã super fotogênico!

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de passeio, Lô! Amei ler cada trechinho!! Confesso que eu ficaria bem cansada também... hehehe...

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Não dá vontade de parar de olhar essas fotos! Que lugar maravilhoso!
    Do jeito que sou mole, acho que estranharia muito a altitude.
    Espero poder conhecer o Peru em breve!
    Beijos, Aline
    Verso Aleatório

    ResponderExcluir
  4. ainda nao conheço o Peru, mas pelo seu post já fiquei super interessada, cada paisagem mais linda, adorei!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  5. Que viagem legal, sou louca para ir para lá
    bjs

    ResponderExcluir
  6. menina que fotos maravilhooooosas! ♥
    sempre quis conhecer o peru, quando tiver a oportunidade já sei onde pegar as dicas :)

    ResponderExcluir
  7. Que passeio gostoso. Eu ia tirar tantaaaa foto *.* Morro de vontade ir no Peru
    Charme-se

    ResponderExcluir
  8. Ainda estou criando coragem em ficar em hostels nas minhas viagens! Como nas últimas fui sozinha, ainda não criei coragem. Gostei muito de ler sobre o roteiro, as fotos ficaram incríveis.

    Beijos
    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir