Como escolher os óculos de grau?

3 de setembro de 2018

Acho que uma das maiores tristezas do míope (ou de quem usa óculos de grau, em geral), é ouvir do oftalmologista: “É, o grau aumentou...”. Eu estou vivendo esse momento bem agora, e sigo em busca de novos óculos para chamar de meu! 

Como já estou com o meu modelo atual a quase 4 anos, e usando apenas um nesse período, queria comprar outro para revezar com esse e não enjoar do mesmo modelo. Mas olha, se engana que pensa que é simples escolher óculos. E isso vale mesmo para quem já usa a mais tempo. Como é um acessório que a gente usa muito, tem que prestar atenção em vários detalhes para fazer a melhor compra. Pensando nisso, trouxe pra vocês algumas coisas que eu sempre observo antes de escolher meus óculos de grau! 

CONFORTO SEMPRE

Foi passando muita raiva que eu aprendi que um modelo errado de óculos pode dar muita dor de cabeça. Literalmente falando. Se quando você for experimentar um modelo, sentir incômodo na região do nariz ou atrás da orelha, avalie essa compra com mais cuidado. Não tem coisa pior que passar o dia querendo tacar os óculos na parede! 

Por isso mesmo que tenha muitas opções online, eu gosto sempre de experimentar os óculos antes de comprar. Testo vários modelos diferentes, prestando atenção no peso (os levinhos são sempre os melhores para mim), se está bem ajustado ou se a ótica faz esse ajuste, e se não está apertando muito nenhum lugar. 

Acaba sendo igual sapato... pode ser confortável o tanto que for, chega no final do dia a gente fica doido querendo tirar. Os óculos também são assim, de certa forma. O duro é que em geral, a gente não tem muito a opção de tirar, porque se não, não enxerga. Sad but true haha 

E QUAL MODELO É O IDEAL PARA MIM? 


Basicamente aquele que você gostar mais e se sentir bem. Eu pessoalmente não sou a pessoa que mais observa as tendência e modinhas mais marcantes. Em geral, quando vou escolher algo para comprar, prefiro sempre pensar no que eu vou achar dele no futuro. Vou continuar gostando, ou vai ser só uma moda passageira? Se a resposta for “sim, vou continuar gostando”, aí sim eu compro. 

Lembrando que o básico varia muito de pessoa pra pessoa! Um pretinho pode ser o básico de alguém, enquanto que o vermelho ou de oncinha é o de outra pessoa. Desde que você goste e se sinta bem, tá valendo. 

Um dos modelos que eu mais estou de olho agora, são os metálicos. Acho que justamente para diferenciar um pouco o meu de resina. Mesmo os mais moderninhos, com a borda no modelo gatinho, eles passam um ar mais sério e adulto. Gostei muito desse modelo de óculos Prada. Além de ter um tom bonito de dourado metálico e ser modelo gatinho, adorei o detalhe em vermelho! 

 E vocês, quais são as suas dicas para fazer essa escolha?

Mais do blog aqui: Facebook | Instagram

Posts similares

comentários

  1. Eu também escolho pelo conforto.. deusa que me dibre ficar com um oculos que me incomode só porque é bonito. haha
    Já faz tempo que estou com o meu e queria também comprar um novo pra trocar, mas né.. é uma busca que pode demorar um tempinho hehe
    Beijos, Lorraine :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. aiii é muito difícil trocar de modelo, sou apegada HAHAHA

      Excluir